Editora Veneta lançará o manhwa ‘Más Companhias’

Mais uma editora está se aventurando pelos manhwa e desta vez é uma conhecida dos fãs de mangás, que trará ao Brasil 'Más Companhias'.

Más Companhias
Reprodução/ Internet

Segundo o site Lacradores Desintoxicados, a editora Veneta anunciou Más Companhias para o Brasil, em uma live realizada esta semana. A obra é um manhwa, quadrinho coreano, publicado originalmente pela Changbi Publishers em 2012. Segundo a Veneta: “‘Más Companhias’, de Ancco, é nossa primeira HQ coreana! Um dos maiores nomes do manhwa contemporâneo, a autora mistura elementos autobiográficos e ficcionais, em um relato sensível e doloroso de sua amizade com a rebelde Jeong-Ae.”

Além de Más Companhias, também foi anunciado na live da editora os quadrinhos: As Siriricas Tristes, de Carol Ito, e Ópera Negra, de Clara Chotil. Más Companhias possui apenas um volume e também é conhecido como Bad Friends e Nappeun Chingu. A Veneta não revelou o formato em que ele será publicado e nem uma data de publicação, apenas que o manhwa será lançado este ano no Brasil. (Via Lacradores Desintoxicados)

Segundo os site My Anime List, o manhwa “foi publicado em inglês pela Drawn & Quarterly em 16 de outubro de 2018. A série também foi publicada em francês pela Éditions Cornélius em 24 de março de 2016 e em espanhol pela Astiberri em 29 de julho de 2019.”

Sinopse ‘Más Companhias’:

Pearl é ruim. Ela fuma, bebe, foge de casa e não tem escrúpulos em deixar seus pais preocupados. Sua mãe e irmã imploram para que ela seja uma aluna, irmã, filha melhor; seu pai sitiado expressa suas preocupações com os punhos. Bad Friends se passa na década de 1990 em uma Coreia do Sul dividida entre a tradição e a modernidade ocidental e assombrada por um ar de melancolia generalizada. Os ciclos de abuso são abundantes quando os personagens praticam a violência dentro de suas estruturas de poder: pais batem nos filhos, professores batem nos alunos, alunos mais velhos batem nos alunos mais novos. Mas a cada momento a coação beira a desolação, Ancco recua com momentos suaves de amizade entre Pearl e sua melhor amiga, Jeong-ae. O que se desenrola é uma história de amizade feminina, uma conexão no estilo Ferrante formada por excessos juvenis, mal-estar e luta que permanece com as jovens até a idade adulta.

Servido por uma linha seca e precisa, Bad Friends captura visceralmente a adolescência de duas jovens que querem e sabem que merecem algo diferente, mas, em última análise, não conseguem seguir em frente. Em uma cultura onde as mulheres jovens estão em desvantagem sistêmica, Ancco cria um testemunho da amizade feminina como uma poderosa ferramenta de sobrevivência. Pearl esquece suas piores lembranças da adolescência, mas não consegue se livrar da lembrança de sua amizade com Jeong-ae durante seus anos mais tumultuados.” (Via My Anime List).