“Eu era louca”, diz Xuxa Meneghel ao se desculpar por ‘traumatizar’ crianças dos anos 80 e 90

Xuxa Meneghel marcou presença na CCXP 23 e utilizou a oportunidade para proferir um discurso emocionante durante a abertura do evento.

Xuxa Meneghel - Foto: Reprodução / Instagram @xuxameneghel
Xuxa Meneghel – Foto: Reprodução / Instagram @xuxameneghel

Xuxa Meneghel é homenageada na CCXP

A renomada apresentadora Xuxa Meneghel marcou presença na CCXP 23, ocorrida em São Paulo, e utilizou a oportunidade para proferir um discurso emocionante durante a abertura do evento. Xuxa Meneghel expressou seu pedido de desculpas por eventualmente causar traumas nas crianças das décadas de 80 e 90, revelando, ao mesmo tempo, seu orgulho pelo carinho recebido das gerações mais recentes.

Peço desculpas às crianças que estão traumatizadas pelas coisas que fiz. Eu era louca, não era por mal. Eu era despreparada, ninguém me disse o que eu podia fazer ou não“, declarou a famosa, que acabou se emocionando com o momento. Xuxa Meneghel também aproveitou para falar sobre o nome de ‘Rainha dos Baixinhos‘. “Não quero abrir mão desse título. Gostaria de sempre ser vista como Rainha dos Baixinhos porque foi quem me colocou onde eu estou. É muito forte para mim“, disse ela.

Apresentadora comenta sobre ter uma vida normal

Xuxa Meneghel ainda falou sobre ser uma pessoa normal: “As pessoas achavam que eu não tomava banho, ia ao banheiro, soltava pum… Mas o documentário (lançado este ano na Globoplay) fez as pessoas verem que sou humana“. Em agosto, a comunicadora marcou presença no programa ‘Encontro’, discorrendo sobre aspectos adicionais de sua vida particular e o relacionamento com Junno Andrade. Importa recordar que, no ano de 2023, o casal celebrou uma década de união.

Xuxa - Foto: Reprodução / Instagram @xuxameneghel
Foto: Reprodução / Instagram @xuxameneghel

Durante o diálogo com Patrícia Poeta, apresentadora do famoso programa ‘Encontro‘, a sempre lembrada ‘Rainha dos Baixinhos’ admitiu que tinha a sensação de que atravessaria toda sua existência sem deparar-se com um amor romântico vindo de outro homem. “Pensei em fazer inseminação artificial. Pensei em não colocar um homem na minha vida, falando assim, bem chulo: Vou ter um homem só para não me sentir sozinha. E eu não imaginei um companheiro, alguém para morrer do lado, sabe?“, disse a comunicadora.

Apresentadora se pronuncia sobre evento