Ex-CEO da PlayStation se preocupa com possível perda de criatividade da indústria

Foco atual da PlayStation está tanto em manter grandes experiências narrativas como também na produção de jogos multiplayer.

Ex-CEO da PlayStation se preocupa com possível perda de criatividade da indústria

Shawn Layden, que atuou como chefe da Sony Interactive Entertainment America de 2014 a 2018 e foi uma figura importante no sucesso do PlayStation 4, expressou sua preocupação sobre a direção da indústria de jogos. Ele teme que os estúdios estejam perdendo criatividade e optando cada vez mais por sequências e franquias estabelecidas.

Em uma entrevista ao podcast Lan Parties, Layden destacou os riscos da tendência atual de consolidação em que muitas desenvolvedoras estão se envolvendo. Ele acredita que a aquisição de estúdios independentes e criativos por grandes corporações pode fazer com que boas ideias e desenvolvedores se percam em meio a estruturas empresariais pesadas e processos lentos.

Também estou preocupado quando estúdios são comprados e, em vez de permitir uma maneira de eles criarem seus games, eles talvez são absorvidos em uma corporação maior que está fazendo um jogo maior, você sabe, quantos estúdios estão envolvidos em criar jogos blockbuster é algo que atordoa a mente”, explicou o ex-chefe do PlayStation.

Layden também alertou para o risco de a indústria perder sua criatividade ao absorver vozes diversas e ideias inovadoras em grandes empresas que priorizam o sucesso estrondoso e se tornam mais conservadoras em suas abordagens. “O tempo vai dizer, mas é um pouco preocupante. Quando você passa de centenas de vozes para dezenas de vozes, você perde algumas delas”, diz. “Não se enganem pensando que alguém que disse ‘não’ para Call of Duty pelos últimos 15 anos vai, de repente, começar a dizer ‘sim’ para Call of Duty”, alertou.

Ele enfatizou que a indústria de jogos deve evitar o risco de estagnação ao se concentrar apenas em alguns gêneros e séries de sucesso, o que poderia afastar um público mais amplo de jogadores. Em vez disso, promover a diversidade e a inovação é essencial para manter a vitalidade e o crescimento da indústria de jogos.