Claudio Roberto, parceiro musical de Raul Seixas, morre aos 70 anos no Rio de Janeiro

Compositor morreu após passar por uma cirurgia para colocar uma válvula no coração. Ele era um dos compositores mais frequentes do músico baiano.

Claudio Roberto - Foto: Reprodução / YouTube
Claudio Roberto – Foto: Reprodução / YouTube

Claudio Roberto, um dos parceiros musicais mais frequentes de Raul Seixas, morreu no sábado (29/10), aos 70 anos. Ele sofreu complicações cardíacas após passar por uma cirurgia para o implante de uma válvula no coração.

Claudio Roberto morava em um sítio em Miguel Peireira, interior do Rio de Janeiro. Lá, ao lado do roqueiro — um dos mais conhecidos do país, considerado o “pai do rock brasileiro” — ele compôs obras-primas como “Maluco Beleza” e “Cowboy Fora da Lei”, consideradas clássicas do catálogo de Raul e até hoje exaustivamente executadas em rádios e shows.

Também com Raul, Claudio Roberto foi co-autor de “Coisas do Coração”, “Tapanacara”, “Novo Aeon”, “Que luz é essa?, “Sapato 36”, “Aluga-se”, “Abre-te Sésamo”, “Rock das ‘Aranha'” e “Quando Acabar o Maluco Sou eu“, além de outras dezenas de canções.

Claudio Roberto era professor antes de ser compositor

Cláudio Roberto Andrade de Azeredo era professor de Educação Física quando foi chamado por Raul Seixas para escrever músicas ao lado dele. A primeira experiência foi no disco “Novo Aeon”, de 1975. Desde então, tornou-se o parceiro mais frequente do cantor baiano, logo depois da fase Paulo Coelho. Juntos, Raul e Claudio foram os únicos compositores do disco “O Dia Que a Terra Parou”, onde está o clássico “Maluco Beleza”, considerada pelo ECAD uma das músicas mais tocadas do Brasil todos os anos.

Recentemente, Claudio Roberto apareceu no YouTube para rebater uma crítica feita a Raul Seixas por Ed Motta. Foi uma de suas últimas aparições públicas. A notícia da morte de Claudio Roberto foi dada pela amiga de longa data, a professora e locutora Gabriela Mousse, através das redes sociais. Ainda não há confirmação de velório e horário do enterro do compositor.