Mãe de Jéssica Canedo faz desabafo, responsabiliza Choquei por tragédia e pede justiça

A mãe de Jessica Canedo, visivelmente abalada, compartilhou a injustiça vivida pela família devido às fake news que vitimaram a jovem

Inês Oliveira chorou ao falar da filha, Jéssica Canedo, vítima de fake news - Foto: Record
Inês Oliveira chorou ao falar da filha, Jéssica Canedo, vítima de fake news – Foto: Record

Jéssica Canedo foi vítima de fake news

Em meio a uma tragédia que abalou a vida de sua família, Inês Oliveira, mãe de Jessica Canedo, de 22 anos, que tirou a própria vida após ser vítima de uma fake news envolvendo o humorista Whindersson Nunes, falou pela primeira vez sobre a morte da filha em uma emocionante entrevista à TV Parnaíba, afiliada da Record TV em Minas Gerais.

Chorando intensamente, Inês compartilhou o doloroso relato de como está lidando com a perda irreparável de Jessica. Ela revelou que a filha havia pedido ajuda para conter os ataques virtuais, desencadeados pela propagação de notícias falsas pelo perfil Choquei, que erroneamente associou Jessica a um suposto relacionamento com Whindersson Nunes.

“Minha filha chegava aqui chorando, pedindo para eles pararem, fazendo alguma coisa. O que eu podia fazer? Eu só gravei um vídeo pedindo para eles, pelo amor de Deus, que parassem porque se tivessem parado, capaz que a minha filha hoje estaria aqui”, lamentou Inês.

Whindersson Nunes - Foto: Reprodução / Instagram @whinderssonnunes
Whindersson Nunes – Foto: Reprodução / Instagram @whinderssonnunes

A mãe de Jessica responsabilizou o perfil Choquei pelo desfecho trágico e detalhou como Jessica Canedo estava enfrentando um período difícil, marcado por ataques virtuais que exacerbaram sua condição de saúde mental. “Ela já não estava aguentando mais. A menina já estava com a cabeça ruim, ela não estava bem, estava doente, a gente tem muitos laudos dela doente, ela não estava bem e isso aí fez com que ela fizesse essa tragédia”, argumentou.

Inês ainda descreveu o dia a dia de Jessica Canedo, evidenciando a luta contra a depressão. “Ela ficava deitada direto dentro do quarto. Todo mundo aqui é testemunha, os vizinhos. Ela estava passando por esse período muito difícil com essa depressão, e eu lutando dia após dia”, recordou.

A mãe da jovem, visivelmente abalada, compartilhou a injustiça vivida pela família devido às fake news. “Tudo o que eu quero é que mostre que tem Justiça nesse Brasil ainda para que nenhuma outra mãe passe pelo que eu estou passando, essa tamanha dor de perder a filha dessa maneira”, desabafou, expressando a esperança de que a Justiça seja feita e que a tragédia vivida por Jessica sirva como alerta para os perigos das notícias falsas e do cyberbullying.