Hugh Grant ‘detona trabalho’ para interpretar personagem em famoso filme: “Não poderia ter odiado mais”

Hugh Grant, de 63 anos, expressou sua insatisfação com o processo intricado de efeitos especiais associado ao seu trabalho de atuação.

Hugh Grant - Foto: Reprodução / YouTube
Hugh Grant – Foto: Reprodução / YouTube

Hugh Grant fala sobre seu papel em ‘Wonka’

Ao visualizar ‘Wonka‘, a prequela de ‘A Fantástica Fábrica de Chocolate‘, e testemunhar Hugh Grant transformado em um Oompa Loompa, lembre-se de que ele está detestando toda a experiência. Durante uma coletiva de imprensa ao lado de Timothée Chalamet (Willy Wonka) e Olivia Colman (Mrs. Scrubbit), o ator Hugh Grant, de 63 anos, expressou sua insatisfação com o processo intricado de efeitos especiais associado ao seu trabalho de atuação.

A figura semelhante a um elfo apresenta o rosto e a voz de Hugh Grant, mas grande parte de seus movimentos é produzida por meio de computação gráfica, pois seu corpo precisa ser pequeno. Quando indagado sobre o processo, o ator comentou: “Bobagem“, conforme relatado pelo Metro. “Era como usar uma coroa de espinhos, muito desconfortável“, mencionou, necessitando de diversas câmeras no rosto e outros dispositivos para auxiliar os animadores na criação do produto final. “Resmunguei muito disso”, admitiu Hugh Grant, acrescentando: “Não poderia ter detestado mais toda a situação“.

Ator é questionado sobre o filme

O renomado ator, conhecido por sua participação em filmes como ‘Um Lugar Chamado Notting Hill’ (1999) e ‘Simplesmente Amor’ (2003), compartilhou que constantemente se via em dúvida sobre se deveria focar apenas na atuação facial ou também envolver o corpo. “Nunca recebi uma resposta satisfatória“, assegurou. “E, francamente, o que fiz com meu corpo foi terrível — e tudo foi substituído por um animador“. Hugh Grant adicionou: “É muito confuso com o CGI agora – você não consegue dizer o que está acontecendo“.

Timothée Chalamet é Willy Wonka
Wonka/Timothée Chalamet (Reprodução: Warner Bros)

Ao ser questionado se assistir ao filme pronto fez com que todo o processo valesse a pena, Hugh Grant respondeu com sinceridade: “Na verdade, não“, provocando risos entre seus colegas. Nem mesmo a narrativa animada do roteiro conseguiu compensar as dificuldades. “Deveria ser divertido, mas isso foi feito pelo animador“, lamentou. Em um tom mais descontraído, ele admitiu que seu descontentamento não se limita a ‘Wonka’: “Eu odeio um pouco [fazer filmes], mas tenho muitos filhos e preciso de dinheiro”. Contudo, o artista mencionou um aspecto positivo do novo projeto, destacando que foi “muito divertido brincar e tentar novas falas”.

Ator cede autófrafos para os fãs