Faustão: Primo de jogador que doou coração ao apresentador fala sobre atitude do parente

Faustão recebeu o coração de Fábio Cordeiro da Silva, atleta de 35 anos; o primo do jogador de futebol comentou sobre a atitude do parente.

Faustão está internado no Albert Einsten, em São Paulo - Foto: Instagram @joaosilva
Faustão está internado no Albert Einsten, em São Paulo – Foto: Instagram @joaosilva

A generosidade e solidariedade ganharam destaque na história do apresentador Fausto Silva, mais conhecido como Faustão, após ele receber um novo coração em um transplante que salvou sua vida. O doador, Fábio Cordeiro da Silva, um jogador de futebol de várzea, perdeu sua vida devido a um Acidente Vascular Cerebral (AVC). Essa história de vida e de doação de órgãos serve como um poderoso lembrete da importância da doação e da solidariedade humana.

Fábio, além de ser um doador de órgãos, ajudou a salvar a vida de pelo menos outras 20 pessoas com sua generosa decisão. Seu coração, por um capricho do destino, foi transplantado para Faustão, proporcionando-lhe uma segunda chance de vida. André Batista da Silva, primo de Fábio, expressou sua esperança de que Faustão aproveite muitos anos de vida com esse coração. Que ele tenha mais 50 ou 60 anos de vida com esse coração”, disse André ao G1.

Mais cedo, o apresentador Faustão demonstrou profunda gratidão à família de Fábio em um emocionante vídeo publicado em uma conta vinculada a sua família no Instagram, destacando a grandiosidade e generosidade de José Pereira da Silva, pai de Fábio, por permitir que ele continuasse vivo. Faustão também agradeceu a Welisson, irmão de Fábio, e a Jaqueline, a viúva, reconhecendo a importância do gesto deles na sua vida.

Faustão agradeceu à família do doador em vídeo emocionante

Fábio Cordeiro da Silva morreu no sábado (27) e pode ser o doador do coração recebido por Faustão - Foto: Arquivo Pessoal
Fábio Cordeiro da Silva morreu no sábado (27) e pode ser o doador do coração recebido por Faustão – Foto: Arquivo Pessoal

Para a família de Fábio, seu legado ganha ainda mais significado através da ajuda que ele proporcionou a outras pessoas, incluindo Faustão. Seu coração forte, proveniente de um jovem atleta, agora bate no peito do apresentador, reforçando a mensagem de que a doação de órgãos pode salvar vidas e oferecer esperança mesmo nas horas mais difíceis. O que o Fábio veio a ajudar, eu acho que ele está feliz com o gesto. O Faustão recebeu um coração forte de um garoto, de um atleta, e a gente fica muito feliz e contente”, afirmou André sobre a atitude do primo.

Essa história inspiradora não apenas ressalta a importância da doação de órgãos, mas também enfatiza como atos de generosidade podem criar uma cadeia de impacto positivo, tocando e transformando vidas de maneiras inesperadas e profundas. É uma celebração da empatia humana e da capacidade de fazer a diferença, mesmo em meio à tragédia.