Sony pretende demitir funcionários da Insomniac

A situação na Insomniac Games, famosa por títulos como Marvel’s Spider-Man e Ratchet & Clank, está cercada de incertezas.

Sony pretende demitir funcionários da Insomniac

A Sony está planejando realizar cortes substanciais em suas equipes de desenvolvimento de jogos, de acordo com documentos recentemente vazados. Fontes internas revelaram que a empresa japonesa está considerando a eliminação de 50 a 75 postos de trabalho na Insomniac Games, uma de suas subsidiárias mais importantes.

Este movimento estratégico da Sony visa reduzir os custos operacionais e otimizar os processos de desenvolvimento de jogos. Embora a informação sobre as demissões tenha sido obtida por meio de documentos internos da empresa, a Sony ainda não oficializou o anúncio.

O investimento recente de US$ 300 milhões da Insomniac Games na produção de Marvel’s Spider-Man 2 está no centro dessa iniciativa. O valor ultrapassou a estimativa inicial do estúdio em US$ 30 milhões, tornando crucial a venda de 7,2 milhões de unidades para cobrir os custos.

Apesar dos desafios financeiros, as vendas de Marvel’s Spider-Man 2 indicam um possível lucro em breve. Pouco após o lançamento, o jogo do Homem-Aranha já havia alcançado a impressionante marca de 6 milhões de cópias vendidas.

A situação na Insomniac Games, famosa por títulos como Marvel’s Spider-Man e Ratchet & Clank, está cercada de incertezas. Os cortes planejados podem impactar diretamente a produção de projetos altamente antecipados, como Marvel’s Wolverine e a sequência de Marvel’s Spider-Man.

Além disso, há relatos de que outras áreas da Insomniac, responsáveis por novos projetos de propriedade intelectual, também podem sofrer reduções. O vazamento revelou que a Sony está interessada em limitar o tamanho das equipes de desenvolvimento, estabelecendo um máximo de 470 colaboradores por projeto. A possibilidade de fechamento de um dos estúdios da Sony também foi mencionada, embora o nome do estúdio em questão permaneça desconhecido.