Sequência de Cyberpunk 2077 entra em desenvolvimento

Além da sequência de Cyberpunk 2077, a CD Projekt Red confirmou que aproximadamente 400 pessoas trabalharão no novo jogo

Sequência de Cyberpunk 2077 entra em desenvolvimento

A CD Projekt Red anunciou oficialmente o início do desenvolvimento da sequência de Cyberpunk 2077, e os desenvolvedores já se encontram no novo estúdio em Boston, nos Estados Unidos. Igor Sarzynski, diretor narrativo do projeto, compartilhou a empolgação com o primeiro dia de trabalho no Twitter, chamando o Cyberpunk 2077 original de “aquecimento”.

O diretor afirmou: “Primeiro dia no escritório em Boston! Tão bom encontrar velhos amigos e oficialmente dar o pontapé inicial em nossa jornada com Orion. Eu não poderia estar mais empolgado para esse projeto e garanto que podemos fazer algo especial. 2077 foi só um aquecimento”.

Cyberpunk 2077 enfrentou desafios significativos, sendo lançado em um estado problemático, considerado um dos piores lançamentos em termos de otimizações nos últimos anos. A versão 2.0 entregue no ano passado finalizou um ciclo de trabalho árduo para corrigir e otimizar o jogo.

Outros membros-chave da equipe de desenvolvimento, como Pawel Sasko, diretor de missões de Cyberpunk 2077, e Sarah Gruemmer, designer de missões e responsável pela história de Judy, também já estão em Boston e começaram os trabalhos no novo projeto. Sasko, ao ser questionado sobre seu envolvimento no novo The Witcher, afirmou que, dependendo das necessidades da equipe, ajudará, mas Cyberpunk é sua IP principal.

“Existe uma equipe bem capacitada que está dando seu melhor para trazer um jogo de Witcher incrível, e eu acredito neles totalmente!”, disse Sasko.

Além da sequência de Cyberpunk 2077, a CD Projekt Red confirmou que aproximadamente 400 pessoas trabalharão no novo jogo da franquia The Witcher a partir deste ano. A desenvolvedora continua comprometida em expandir e aprimorar suas principais IPs, enquanto a DLC de Cyberpunk 2077, Phantom Liberty, alcançou a marca impressionante de 5 milhões de cópias vendidas em apenas três meses.