Resident Evil 4 funciona melhor com mod de DLSS

Resident Evil 4 está disponível para Xbox Series, PS4, PS5 e PC.

Resident Evil 4 funciona melhor com mod de DLSS
Reprodução

O lançamento do remake de Resident Evil 4 chama a atenção no PC por se tratar de um port muito bem sucedido – ao contrário da tendência atual do mercado que lança as piores versões possíveis na plataforma. Entretanto, um fato que chama a atenção negativamente é a ausência de suporte nativo ao DLSS, a tecnologia de escalonamento de resolução da NVIDIA.

Analisando o título devido à sua popularidade gigantesca, o canal Digital Foundry fez descobertas surpreendentes na busca das configurações ideais para executar o jogo. O fato mais desconcertante é que um mod não oficial que implementa o DLSS no jogo traz melhor qualidade de imagem do que a resolução nativa do próprio software.

O vídeo também destaca problemas da RE Engine como a falta de detalhe e anti-serrilhado em alguns elementos dos cenários, especialmente aqueles menores como folhagens e fios de cabelo dos personagens. O AMD FSR também tem uma implementação medíocre trazendo artefatos e cintilação de alguns objetos.

O mod do DLSS ajuda a trazer uma melhor performance além de otimizar os problemsa de vazamento de memória. O jogo consome muita VRAM nos computadores e, caso extrapole o limite da GPU, o game crasha imediatamente para a área de trabalho – algo que aconteceu até mesmo em minha jogatina para a futura análise aqui no site. Os problemas existem, mas pelo menos se trata de um port de qualidade superior à média dos lançamentos recentes.

Um clássico refeito

Após ganhar diversas remasterizações para inúmeras plaformas para mais de duas gerações diferentes de consoles, chegou a vez de Resident Evil 4 ser refeito do zero pela Capcom. O game trará o espírito inovador do clássico com uma repaginada visual produzida na elogiada RE Engine.

Resident Evil 4 está disponível para Xbox Series, PS4, PS5 e PC.