Assassin’s Creed IV recebe ‘demake’ para PS1

Vídeo pode ser conferido no final da matéria com olhar único sobre Assassin's Creed.

Assassin's Creed IV recebe 'demake' para PS1

No universo dos jogos, o lançamento de Assassin’s Creed IV: Black Flag em outubro de 2013 continua a ser reverenciado como um dos pontos altos da série criada pela Ubisoft. Recentemente, surgiram rumores sobre a possibilidade de a empresa estar preparando um remake do título. Contudo, o canal Rustic Gamer BR inovou ao apresentar a ideia de um “Demake” do jogo, provando que a aventura também poderia se destacar nos tempos do PlayStation 1.

O vídeo, divulgado no último domingo (3), oferece uma visão fascinante de como Assassin’s Creed IV: Black Flag poderia ser adaptado para o estilo visual e as limitações de hardware do PlayStation 1. As icônicas batalhas navais, que desempenharam um papel significativo na aclamação do jogo, seriam simplificadas, requerendo um afastamento maior do jogador.

O “Demake” do projeto preserva as raízes furtivas do jogo, buscando inspiração em títulos como o clássico Metal Gear Solid. Isso se reflete na escolha do ângulo de câmera, na interface e na movimentação dos personagens. A homenagem se estende a outros jogos, como Resident Evil, cuja trilha sonora é incorporada ao vídeo.

Apesar das adaptações necessárias para o hardware mais antigo, as ideias centrais de Assassin’s Creed IV: Black Flag demonstram sua capacidade de se adaptar e prosperar em uma nova estética. O “Demake” enfatiza a furtividade e a estratégia, com o jogador movendo-se cuidadosamente para derrotar os oponentes. É interessante observar que a verticalidade do jogo é comprometida, embora ainda seja possível escalar algumas estruturas de maneira limitada.

O canal Rustic Gamer BR já compartilhou outras propostas de “Demakes” inovadores, explorando diferentes abordagens para jogos populares, como Resident Evil 5, Elden Ring e Dark Souls. A iniciativa destaca a criatividade da comunidade de jogadores ao reimaginar clássicos modernos em cenários retrôs.