1ª temporada de Esquadrão Suicida recebe diversas críticas no lançamento

1ª temporada de Esquadrão Suicida recebe diversas críticas no lançamento

Dentro do universo dos videogames, alguns títulos alcançam o sucesso desejado, enquanto outros enfrentam desafios para cativar os jogadores. Parece que Esquadrão Suicida: Mate a Liga da Justiça está entre os que enfrentam dificuldades, já que nem mesmo a adição do Coringa e o lançamento da Temporada 1 conseguiram atrair uma grande base de jogadores. Desde o início da nova temporada, lançada em 28 de março, muitos jogadores têm expressado descontentamento com o conteúdo adicional.

A Temporada 1 de Esquadrão Suicida: Mate a Liga da Justiça trouxe como principal novidade a inclusão do icônico vilão Coringa. No entanto, parece que as inovações param por aí, pois a temporada não introduz novos tipos de missão, deixando os jogadores presos aos mesmos modelos de missão do jogo base.

Para desbloquear o Coringa, os jogadores precisam subir 10 níveis no passe de batalha. Isso significa que aqueles que já completaram o jogo terão que enfrentar uma dose considerável de repetição para experimentar o novo conteúdo. No entanto, a Rocksteady Games oferece a opção de desbloquear o personagem automaticamente por US$ 10, o que tem gerado controvérsias entre os jogadores.

Nos fóruns de discussão, como o r/SuicideSquadGaming, é possível ver uma enxurrada de críticas à Temporada 1 do jogo. Muitos usuários expressam insatisfação com a falta de investimento da desenvolvedora no futuro do jogo, além de considerarem as práticas de monetização como predatórias.

Apesar dos esforços da Warner Bros. e da Rocksteady Games em manter o interesse dos jogadores, a baixa adesão ao game desde o lançamento da Temporada 1 é evidente. O número de jogadores simultâneos no Steam mal ultrapassou os 3 mil, uma marca significativamente abaixo das expectativas, especialmente quando comparada a outros títulos de sucesso.

Embora a Warner Bros. tenha divulgado o gameplay do Coringa na última semana, parece que o personagem não será capaz de reverter a situação do jogo sozinho. Com a incerteza em relação ao futuro e o feedback negativo dos jogadores, fica a dúvida se a Rocksteady e a Warner Bros. continuarão investindo no sucesso de Esquadrão Suicida: Mate a Liga da Justiça.