Vítima de bullying por nanismo, menino entra no elenco da produção de “Mad Max”

Quaden Bayles fará breve participação em "Mad Max: Furiosa"

Quaden Bayles estará em Mad Max
Quaden Bayles comoveu público ao aparecer chorando por sofrer bullying – Foto: Reprodução / Instagram

Quaden Bayles, menino de 11 anos que viralizou ao aparecer chorando ao sofrer bullying por ser anão, foi convidado pelo cineasta George Miller a participar do próximo filme da série “Mad Max“. No elenco, ele estará ao lado de Anya Taylor-Joy.

Há dois anos, Quaden comoveu o público quando surgiu chorando em um vídeo publicado pela sua mãe, relatando ter sido vítima de bullying. Além de Mad Max, ele também está creditado no longa australiano “Era Uma Vez um Gênio“, com Idris Elba e Tilda Swinton.

O menino indígena australiano ganhou o apoio de celebridades, incluindo Hugh Jackman e Cardi B, quando sua mãe postou um vídeo no Facebook dele dizendo que ele queria “se matar” após sofrer bullying por sua deficiência. Agora, Bayles foi escalado para um pequeno papel na prequel de George Miller.

Quaden Bayles estará em “Mad Max: Furiosa”

Em entrevista ao The Sydney Morning Herald, o cineasta falou sobre convidar o pequeno: “Foi bom para nós e foi bom para ele”, disse Miller ao canal. “E ele fez um trabalho tão bom que conseguiu um pequeno papel em Furiosa“.

O filme está sendo apontado como a maior produção da Austrália de todos os tempos, com a estrela de The Queen’s Gambit, Anya Taylor-Joy, pronta para interpretar o papel principal, interpretado por Charlize Theron em Mad Max: Estrada da Fúria. Tilda Swinton, Idris Elba e Chris Hemsworth também devem estrelar.