O Oscar pode ter esnobado os animes, mas o prêmio Magademy não!

O Oscar voltou a esnobar os animes, apesar de vários filmes incríveis estarem aptos para entrarem na categoria de melhor animação.

Magademy
Reprodução/ Internet

Não é de hoje que os fãs de anime reclamam das indicações de melhor animação do Oscar, que tem ignorado os enormes sucessos de anime que chegam aos cinemas, mesmo eles arrecadando muito dinheiro nas bilheterias estadunidenses. Mas, se o Oscar ainda é tão restritivo para filmes não-Hollywoodianos, temos outras premiações totalmente focadas em animes e mangás para compensar esse erro, como o Magademy e o Anime Awards

Esta semana, o prêmio Magademy liberou sua lista de vencedores, trazendo categorias semelhantes a do Oscar, mas totalmente voltadas para os mangás e seus personagens. Então, as categorias de Melhor Ator Principal, Melhor Ator Coadjuvante, e as demais não se referem a pessoas, mas aos personagens das obras que estão concorrendo. 

Neste ano de 2023, tivemos os seguintes ganhadores: Melhor Ator Principal para Dai Miyamoto (Blue Giant Explorer, de Shinichi Ishizuka); Melhor Atriz Principal para Inori Yuitsuka (Medalist, de Tsurumaikada); Melhor Ator Coadjuvante para Chifuyu Matsuno (Tokyo Revengers, por Ken Wakui); Melhor Atriz Coadjuvante para Ai Haibara (Detective Conan, de Gosho Aoyama); Melhor Revelação para Rudo (Gachiakuta, de Kei Urana); e Prêmio Especial do Júri para Chiikawa (Chiikawa, de Nagano).

Magademy: O Oscar dos mangás 

O Magademy é formado por um júri de nove pessoas, sendo um deles o comediante Hanako, e os demais trabalhadores de livrarias. O prêmio é recente, tendo começado em 2022. Sua primeira premiação teve como vencedores: Totonō Kunō (Do not say mystery, de Yumi Tamura); Yona (Yona of the Dawn, de Mizuho Kusanagi); Manjirō Sano (Tokyo Revengers, de Ken Wakui); Shinobu Wakamiya (Chihayafuru, de Yuki Suetsugu); e Guts (Berserk, de Kentarou Miura). (Via Otaku USA).